Domingo, 20 de Setembro de 2020 21:35
0000000000
Cidades Minas

Cidades atingidas pela chuva na Zona da Mata cancelam carnaval

Cataguases, Dona Euzébia e Carangola comunicaram a suspensão da folia após contabilizar os estragos causados pelas chuvas. Já em Ubá, o evento será realizado, mas com mudanças.

01/02/2020 12h26
Por: Redação
Cidades atingidas pela chuva na Zona da Mata cancelam carnaval
Cidades atingidas pela chuva na Zona da Mata cancelam carnaval

Os municípios de Cataguases e Dona Euzébia informaram nesta quinta-feira (30), oficialmente em seus portais na internet, que suspenderam as celebrações de carnaval deste ano por causa das chuvas que provocaram estragos na região.

As duas cidades foram atingidas por enchentes no último sábado (25) e decretaram situação de emergência.

Carangola, que decretou estado de calamidade pública, também cancelou as atividades carnavalescas deste ano. Já em Ubá, o evento será realizado, mas com mudanças.

Cataguases

No decreto publicado na quarta-feira (29), o prefeito William Lobo (PSDB), cita que "considerando a situação crítica do município, o desastre natural meteorológico causado por tempestades no local e o Estado de Emergência, fica proibido o poder executivo de repassar dinheiro público a atividades relativas ao carnaval 2020."

A Secretaria do Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) informou na terça-feira (28) que será repassado para o município uma verba de R$ 28.696,80 para atendimento emergencial às necessidades da população atingida.

Dona Euzébia

O prefeito Manoel Franklin Rodrigues (PPS) publicou o comunicado oficial no site da Prefeitura de Dona Euzébia onde lamenta o cancelamento das atividades carnavalescas.

"Esclareço que não recebemos verba específica para a realização do carnaval 2020 e que o o custo com a realização do mesmo se daria com recursos próprios do município. Acredito que (a população) irá concordar com a decisão que tomamos: de cancelar o carnaval e dedicarmos totalmente a recuperação da cidade e atendimento aos moradores, que são a nossa maior prioridade", disse o prefeito em parte da nota.

O comunicado ainda afirma que caso foliões queiram se organizar em blocos independentes, terão suporte da Prefeitura, "dentro do que for possível", reitero o chefe do Executivo.

O município decretou situação de emergência, entretanto, no último Boletim da Defesa Civil Estadual, divulgado nesta quinta-feira (30), ainda não consta na lista do decreto estadual e nem na listagem de repasse de verbas emergenciais.

Carangola

A Prefeitura de Carangola cancelou a programação de carnaval deste ano na cidade na segunda-feira (27).

Em nota oficial, a administração municipal informou que as festividades foram canceladas no município em decorrência das fortes chuvas e enchentes que atingiram a região desde sexta-feira (24).

De acordo com o assessor de assuntos externos da Prefeitura, Marco Antônio Mendes, as licitações que seriam abertas para contratação de bandas, montagem de estrutura e repasse para liga de escolas de samba e blocos foram suspensas.

"As licitações seriam abertas no dia 6 de fevereiro. Na cidade, temos 10 blocos cadastrados. Com a situação das chuvas, não temos como continuar com a liberação dessas licitações, porque agora temos outras prioridades.", explicou o assessor.

A Secretaria do Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) informou também na terça-feira que será repassado para Carangola uma verba de R$ 25.621,20 para atendimento emergencial às necessidades da população atingida.

Divino

A prefeitura de Divino também emitiu uma nota no dia 27 de janeiro, cancelando o evento por conta das fortes chuvas que atingiu a cidade. 

Carnaval em Ubá sofre alterações

Na tarde desta sexta-feira, a Prefeitura de Ubá informou que o carnaval no município sofrerá alterações em razão das fortes chuva.

Em nota, o Executivo informou que foi realizada uma reunião com secretários municipais e o prefeito Edson Teixeira Filho (PHS). Na ocasião, foi determinado que o evento será mantido em respeito às escolas de samba que se prepararam durante meses e aos blocos.

Entretanto, a programação de shows que estava prevista para ocorrer, todas as noites após os blocos, foi cancelada pela prefeitura.

"Nossa cidade sofreu com as chuvas, sim, mas cancelar todo o carnaval com esse argumento, na nossa realidade, seria usar de demagogia, e isso não combina conosco. Nós temos responsabilidade, temos compromisso com comunidades que fizeram um trabalho social durante meses", explicou o prefeito Edson.

Segundo o Executivo, mais informações sobre a programação do Carnaval 2020 serão divulgadas nos próximos dias.

Redação do Portal Alfavip e G1

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.