Domingo, 23 de Janeiro de 2022
21°

Poucas nuvens

Manhuaçu - MG

Anúncio
Tecnologia Tecnologia

Fragmento de meteorito raro é encontrado no Reino Unido

Estilhaço da rocha espacial pesa cerca de 300 gramas e entrou na atmosfera terrestre com a velocidade de 46,8 mil km/h

10/03/2021 às 12h00
Por: Redação Fonte: R7 - João Melo, Do R7*
Compartilhe:
Fragmento é considerado muito raro pelos especialistas - (Foto: Divulgação/Museu de História Natural de Londres)
Fragmento é considerado muito raro pelos especialistas - (Foto: Divulgação/Museu de História Natural de Londres)

Pesquisadores do Museu de História Natural de Londres recuperaram um pedaço do meteorito que cruzou o céu do Reino Unido e de outros países europeus em 28 de fevereiro.

O fragmento pesa cerca de 300 gramas, entrou na atmosfera a uma velocidade de 46,8 mil km/h e caiu em frente a garagem de uma casa na pequena cidade inglesa de Winchcombe.

Os moradores chegaram a escutar um barulho vindo do lado de fora, mas não conseguiram ver nada por causa da falta de luz. No dia seguinte, encontraram uma rocha preto muito parecido com carvão e entraram em contato com a Rede de Observação de Meteoros do Reino Unido, que após receber os fragmentos da rocha logo os repassou ao Museu de História Natural.

Leia mais: Rússia e China planejam construir uma estação espacial na Lua

 

 

A rocha em questão é um condrito de carbonáceo, um dos materiais mais primitivos e puros do Sistema Solar, contendo matéria orgânica e aminoácidos. Por conta disso, é considerado muito raro pelo especialistas.

Câmeras do Museu de História Natural ajudaram os cientistas a calcular que a trajetória do meteorito passou próxima de Júpiter e de Marte antes de entrar chegar à Terra e cruzar a atmosfera.

“Meteoritos como este são relíquias do início do Sistema Solar, o que significa que podem nos dizer de que são feitos os planetas”, destacou Sara Russell, pesquisadora do Museu de História Nacional de Londres e especialista em meteoritos, em comunicado divulgado.

 

Leia mais: Robôs de entrega são classificados como pedestres nos EUA

 

*Estagiário do R7 sob supervisão de Pablo Marques

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias