Domingo, 23 de Janeiro de 2022
20°

Poucas nuvens

Manhuaçu - MG

Anúncio
Tecnologia Tecnologia

Buscas no Google acompanham aumento de casos de covid-19

Pesquisas por 'UTIs' e 'como saber se estou com covid' caminham junto com recordes de mortes das últimas semanas no Brasil

17/03/2021 às 02h10
Por: Redação Fonte: R7 - João Melo, do R7*
Compartilhe:
Buscas por UTIs bateram recorde nas primeiras semanas de março - (Foto: Freepik)
Buscas por UTIs bateram recorde nas primeiras semanas de março - (Foto: Freepik)

A pandemia causada pelo coronavírus vem registrando aumentos sucessivos no número de casos e óbitos notificados pela doença aqui no Brasil, e esse aumento vem sendo acompanhado por algumas tendências de buscas realizadas no Google.

De acordo com o Google Trends, ferramenta que apresenta os termos mais buscados na plataforma de pesquisas, nos últimos 7 dias houve um aumento nas procuras por “como saber se estou com covid”, “como é a dor de cabeça da covid”, “sintomas de covid: o que fazer”, e “suspeita de covid: o que fazer”.

Outro termo que teve um aumento nas últimas semanas nas plataformas do Google foi “UTIs”, que, depois de bater recorde em abril de 2020 e apresentar o menor índice de pesquisa em outubro do ano passado, teve a marca mais alta desde o início da pandemia em março deste ano, mesmo considerando apenas a primeira quinzena do mês.

O Google também revelou que as consultas no Brasil por “mortes por covid” estão em seu maior nível desde março de 2020. Além disso, o Brasil lidera o ranking de buscas por assuntos relacionados ao coronavírus em uma comparação feita entre os 10 países que mais procuram por este tema na internet.

O aumento destas buscas acompanhou os maiores números de novos casos e mortes por covid-19 no país desde o início da pandemia, de acordo com dados disponibilizados pelo portal do Ministério da Saúde.

Leia mais: Robô realiza primeira tatuagem de forma remota no mundo

Na 9ª e na 10ª semanas epidemiológicas de 2021 (de 28/02 até 6/03 e de 7/03 até 13/03), o número de novos casos registrados foi o maior desde o início da pandemia, com 421.604 e 500.722 pessoas contaminadas, respectivamente. 

As duas últimas semanas também apresentaram recordes de óbitos por covid-19 desde que a doença chegou ao Brasil. Nas semanas 9 e 10 deste ano foram registradas 10.104 e 12.777 mortes, respectivamente. O dia 10 de março deste ano registrou o maio número de mortes por covid ao longo da pandemia, quando 2.286 pessoas morreram.

Estudo relaciona pesquisas com novos surtos de covid

Em novembro do ano passado um grupo de cientistas da Mayo Clinic, uma organização norte-americana sem fins lucrativos que possui foco em pesquisas relacionadas à saúde, desenvolveu um estudo constatando que a análise de dados disponibilizados pelo Google Trends poderia auxiliar as autoridades a prever o aumento de casos e óbitos por covid-19 em determinada região.

Os pesquisadores correlacionaram as buscas por palavras-chave como “sintomas da covid-19”, “sintomas de coronavírus”, “perda do olfato” e “vacina do coronavírus” a novos surtos de pessoas infectadas e mortas pela doença em 19 diferentes regiões dos Estados Unidos.

De acordo com os autores da pesquisa, analisando dados disponibilizados pelo Google Trends é possível prever o aumento de casos de covid em determinado local até 16 dias antes dele realmente acontecer.

A análise das tendências de pesquisa em ferramentas de busca na internet podem ajudar autoridades a perceber que grupos de pessoas estão tendo sintomas da covid-19 e também de outras doenças, o que pode auxiliar no combate às novas infecções antes que os surtos de fato aconteçam.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Thiago Calil

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias