Terça, 25 de Janeiro de 2022
28°

Poucas nuvens

Manhuaçu - MG

Anúncio
Saúde Saúde

Vigilância Ambiental orienta trabalhadores do Samal em Manhuaçu

Na manhã desta segunda-feira (24) a equipe do Samal que está realizando a limpeza do rio Manhuaçu, recebeu orientações da Coordenadora da Vigilância Ambiental, Emilce Estanislau, sobre os cuidados e prevenção contra carrapatos.

24/05/2021 às 20h42
Por: Redação
Compartilhe:
 A orientação foi devido estarmos entrando em época de reprodução e de doenças relacionadas ao animal, como a febre maculosa.
A orientação foi devido estarmos entrando em época de reprodução e de doenças relacionadas ao animal, como a febre maculosa.

MANHUAÇU (MG)- Na manhã desta segunda-feira (24) a equipe do Samal que está realizando a limpeza do rio Manhuaçu, recebeu orientações da Coordenadora da Vigilância Ambiental, Emilce Estanislau, sobre os cuidados e prevenção contra carrapatos. A orientação foi devido estarmos entrando em época de reprodução e de doenças relacionadas ao animal, como a febre maculosa. 

A coordenadora ressalta a importância deste trabalho junto a equipe. “Eu os instrui sobre os cuidados que eles devem tomar, tipo de equipamento de proteção, foi distribuído repelente para que eles possam fazer uso e foi instruído o uso desse repelente no corpo deles, foi explicado também se caso eles encontrem um carrapato no corpo, como é que ele deve ser retirado e os sinais sintomas da possível doença, caso infelizmente um possa às vezes contrair. Esse trabalho preventivo foi feito a eles, já que eles estão prestando um serviço muito relevante para nós aqui em Manhuaçu, que é manter as margens do rio limpa e isso nos garante a proteção da disseminação de tantas outras doenças, então proteger e cuidar dessa equipe em especial que tá fazendo esse trabalho tão importante para toda a sociedade”.

Sobre este trabalho de orientação, Emilce destaca que é um trabalho preventivo contra o surgimento de possíveis casos de doenças relacionadas a carrapatos. “Temos trabalhado com a questão da prevenção, a divulgação e a disseminação de informações dos cuidados que as pessoas têm que ter em relação à não se infestar com os carrapatos. É um período em que eles se proliferam, por causa do período seco do ano, período de reprodução deles, então as pessoas que vão ter contato com áreas onde reconhecidamente você tem a presença do carrapato estrela, que seriam margens de rios, pastagens e currais, onde alguns animais como capivaras, equinos, cães domésticos, poderiam estar disseminando esses carrapatos de um lugar para o outro. Estamos fazendo uma campanha, espalhando esse material nas mídias locais, através das unidades básicas de saúde também, junto a população atendida”.

Emilce também pede que se evite a ida a locais onde possa contrair carrapatos, mas caso não seja possível que se tome alguns cuidados. “Use botas de cano alto, onde a roupa fique para dentro da bota e que de preferência use roupas claras, porque aí vai conseguir identificar a presença de carrapato na roupa e retirá-lo. Vistoriar o corpo no mínimo a cada duas horas, para que possa retirar o carrapato antes que ele transmita a bactéria e ao retirar o carrapato, que isso não seja feito com as unhas e que não seja puxado na forma de pinça. Para retirar o carrapato, a gente tem que usar uma pinça, fazendo uma leve torção nele para depois soltá-lo, para que as quelíceras dele não fiquem agarradas à pele e também transmita a bactéria”.

Ao menor sinal de sintomas, procure uma unidade de saúde, alerta Emilce. “Ao primeiro sintoma de febre, dor no corpo, dor nas articulações, que procure um médico e relate que teve um histórico de picada de carrapato ou que esteve no local com infestação e apresentou esses sintomas, para que ele possa conduzir o diagnóstico, realizar exames em, iniciar o tratamento, para que evite ter complicações em relação à febre maculosa”.

SECOM Prefeitura de Manhuaçu

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias