Sábado, 28 de Agosto de 2021 05:02
Saúde Saúde

Manhuaçu tem o primeiro caso confirmado da variante Delta

Em coletiva na manhã desta terça-feira (24) a Secretaria de Saúde confirmou o primeiro caso da variante Delta da Covid-19 em Manhuaçu.

24/08/2021 17h48
Por: Redação
 Em coletiva na manhã desta terça-feira (24) a Secretaria de Saúde confirmou o primeiro caso da variante Delta da Covid-19 em Manhuaçu.
Em coletiva na manhã desta terça-feira (24) a Secretaria de Saúde confirmou o primeiro caso da variante Delta da Covid-19 em Manhuaçu.

MANHUAÇU (MG)- Em coletiva na manhã desta terça-feira (24) a Secretaria de Saúde confirmou o primeiro caso da variante Delta da Covid-19 em Manhuaçu. O caso foi descoberto após sequenciamento de amostra, feita pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. O perfil do paciente não foi divulgado, preservando a sua integridade e o sigilo. 

A Secretária de Saúde, Ana Lígia de Assis Garcia, disse que conforme compromisso da administração, a transparência vem em primeiro lugar. “Como havia prometido anteriormente, caso surgisse alguma confirmação de algum caso da variante Delta em Manhuaçu, eu falaria novamente com vocês. Hoje estamos aqui para dar esse retorno, confirmando a transparência que temos adotado. Ontem (23) fomos notificados no final da tarde pela Superintendência Regional de Saúde, informando sobre um caso positivo em Manhuaçu, de um paciente que não viajou, não teve contato com pessoas de áreas onde a variante já foi confirmada, ou seja, já estamos com transmissão comunitária da Delta em Manhuaçu”. 

A médica Coordenadora da Unidade de Apoio Respiratório (UAR), Márcia Giovane Rodrigues da Silva, explicou que o paciente está bem. “O paciente está bem, já passou o seu período de quarentena, não teve complicações e até o momento não tivemos nenhuma complicação por conta dessa variante”. Ainda segundo a médica, os sintomas dessa variante são os mesmo da Covid-19, como tosse, febre, cansaço e até falta de ar, o que muda é a velocidade com que ela se espalha. “A capacidade dela de disseminação, de se espalhar é muito maior, é como se o coronavírus fosse uma poeira, que se espalha muito fácil. Por isso é importante continuar com os cuidados, uso de máscara, distanciamento e higienização das mãos”, completou.

Ainda segundo a Coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Luane Mota de Sales, a vacinação é uma das armas que temos para combater a disseminação do vírus. “É preciso que a população vá até o posto de saúde, no dia que é determinado para se vacinar contra a Covid-19. A vacinação é um das armas para combatermos a Covid-19, principalmente após a segunda dose, mas mesmo vacinados precisamos manter os cuidados, pois ainda podemos ser transmissores da doença. As vacinas não são 100% eficazes, mas impedem que as pessoas tenham complicações da doença. Por isso, vacinem-se, não adie este momento por conta de outras coisas”.

A Secretária de Saúde ainda finalizou dizendo que mesmo em que estejamos em um momento de reabertura gradual da economia, é preciso cautela. “A nossa macrorregião está na Onda Verde do Minas Consciente, mas a nossa microrregião ainda está na Onda Amarela. Ao mesmo tempo que avançamos, podemos regredir para a onda vermelha, por isso eu peço encarecidamente que as pessoas se cuidem e sejam fiscais da saúde junto conosco. Não aceitem ser atendidos no comércio por pessoas sem máscara, evitem se aglomerar e ir em bares. Ainda vai chegar o momento em que poderemos festejar e abraçar as pessoas, mas neste momento continuem com os cuidado, use máscara, mantenha o distanciamento social e higienizem as mãos”, finaliza. 

SECOM Prefeitura de Manhuaçu

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.