Domingo, 29 de Novembro de 2020 16:15
0000000000
Religião Opinião

“Colocando a Casa em Ordem”

Autora do livro expressa sua preocupação pela falta de eventos com ensinamentos para homens

13/11/2019 14h25
Por: Ana Paula Costa Fonte: Assessoria
Livro
Livro

Cumprindo o chamado divino para viver e escrever sobre princípios bíblicos na contra mão do sistema, a professora Eleusa Matos autora do Livro “Colocando a Casa em Ordem”, expressou sua preocupação e conscientizou as pessoas quanto à importância da responsabilidade do homem no âmbito familiar como marido, pai e sacerdote . “O homem precisa urgentemente aprender a ser marido e pai. Urgência nisso! Alertou.

Muitos são os ensinamentos que falam sobre a sabedoria da mulher, mas pouco se ouve em falar que Deus através da Bíblia, manual deixado pelo criador , ensina que a sabedoria no âmbito familiar também foi designada ao homem.

Entendendo sobre a importância desde mandamento relatado no texto bíblico 1 Pedro 3:7 , onde o apóstolo Pedro fala sobre as orações respondidas através do princípio da sabedoria. 

Do mesmo modo vocês, maridos, sejam sábios no convívio com suas mulheres e tratem-nas com honra, como parte mais frágil e participantes do dom da graça da vida, de forma que não sejam interrompidas as suas orações.” (NVI)

A escritora expressou sua angústia e preocupação pela falta de eventos voltados à oração para homens com ensinamentos sobre a responsabilidade no âmbito familiar.

Será que é só eu que estou vendo um mundo de mulheres orando, guerreando, buscando, pelejando e ainda assim a casa em desequilíbrio? A família destruída? Os filhos descompensados? O casamento arruinado? Será que só eu que vejo isso?

O post publicado foi referente a eventos promovidos por igrejas evangélicas, realizados entre os dias 8, 9 e 10 de novembro. Esses eventos reuniram mais de mil mulheres, entre elas, mães e esposas que ficaram confinadas em sítios durante três dias orando em um período de 40 horas com o propósito de pedir a Deus por suas vidas, de seus maridos e filhos.

O objetivo não foi contestar sobre a oração que é um mandamento para todos que amam e gostam de falar com Deus por meio dela, mas sim de alertar sobre a necessidade de ambos precisarem aprender e serem santificados, curados, e buscarem revestimentos de poder e não somente as mulheres.

Por que ainda insistimos em curar mulheres para viverem com homens doentes?” deixou a pergunta. “Hoje senti uma angústia muito grande com isso! Tantos projetos para curar mulheres! Será que os homens não estão enfermos? Como posso curar somente a costela se o corpo está todo infectado?”. Esse trecho foi dito pela autora que já trabalhou com o público feminino e conhece de perto histórias de mulheres deprimidas, angustiadas e desestruturadas emocionalmente pela cobrança e responsabilidade em dar conta pelo sucesso do lar.

A autora também expressou sua curiosidade de querer saber onde ficam e o que fazem os maridos nestes períodos, enquanto suas esposas ficam confinadas durante três dias orando por eles. “O que fazem esses aproximados mil homens em casa enquanto suas esposas oram?” perguntou a escritora.

A bíblia relata vários exemplos de homens poderosos pela oração que que se retiravam para buscar revestimentos e respostas de Deus. Entre eles podemos citar o profeta Elias, Abrão, Apóstolo Paulo, dentre outros. De acordo com a bíblia e conceito do cristianismo a responsabilidade de proteger, prover e promover na área física e espiritual foi designada por Deus ao homem.

O texto gerou polêmicas e viralizou nas redes sociais, onde internautas apoiaram a visão do texto que tem base bíblica e valores cristãos. Abaixo temos um trecho dito pelos internautas.

Amiga querida, quando vinha hoje a tarde da jornada de oração, o Pastor que me trouxe conversando com sua esposa no carro disse: às mulheres guerreando, é os homens o que fazem? Poderia ter pra nós também. Vejo está necessidade, de ter para nós também, ele quem disse, abraço mana, Deus está falando através da sua boca.”

“Com todos os relatos digo que sempre que posso ir a consagração, chamo meu esposo pra irmos juntos e sempre conversamos sobre onde fica a consagração de varões. Nas igrejas os varões deveriam buscar a Deus tanto ou mais do que nós”.

‘Disse a algumas irmãs de minha igreja, que existem congressos, chás, entre tantas outras coisas para nós, mulheres, e para os homens? Não existe nada, nem um encontro. Depois disso, o Senhor ouviu minhas orações.

Amada vc está certíssima, também tenho observado isso, muitas mulheres praticamente carregando o peso espiritual sozinha”. Declararam as internautas.

Por Claudia Caputi

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.