Terça, 04 de Agosto de 2020 02:40
0000000000
Cidades Região

Hackers invadem sistema do Banestes e desviam 1,7 milhão da prefeitura de Dores do Rio Preto

Hackers (criminosos virtuais) invadiram oito contas do Banestes nesta semana e fizeram desvio milionário de dinheiro da Prefeitura de Dores do Rio Preto.

13/12/2019 13h22
Por: Redação
Hackers invadem sistema do Banestes e desviam 1,7 milhão da prefeitura de Dores do Rio Preto
Hackers invadem sistema do Banestes e desviam 1,7 milhão da prefeitura de Dores do Rio Preto

DORES DO RIO PRETO (ES) - Hackers (criminosos virtuais) invadiram oito contas do Banestes nesta semana e fizeram desvio milionário de dinheiro da Prefeitura de Dores do Rio Preto.

De acordo com o prefeito Cleudenir José de Carvalho Neto, o “Ninho”, as invasões nas contas que a municipalidade tem no Banestes ocorreram na última terça-feira (10) e as transferências bancárias começaram no período da tarde de da noite, somando o montante de R$ 1.693 milhão.

“Fomos pegos de surpresa com essas transferências feitas por hackers. De imediato procuramos o gerente do Banestes, mas eles não nos dão um posicionamento sobre o assunto, apenas dizem que estão rastreando as contas. Eu exijo uma satisfação, é o dinheiro do povo que foi desviado”, disse Ninho.

Ainda segundo o prefeito, a folha de pagamento de pessoal e o pagamento aos fornecedores será prejudicado temporariamente, até que o dinheiro desviado das contas do Banestes seja devolvido pela instituição bancária que pertence ao Governo do Espírito Santo.

Ninho revelou que a Prefeitura de Apiacá também teve dinheiro desviado do Banestes, mas o prefeito Fabrício Thebaldi preferiu não se manifestar sobre o assunto no momento.

Em nota, o Banestes informou que o mercado financeiro é alvo constante de ataques cibernéticos, como demonstram os números divulgados pela Febraban – Federação Brasileira de Bancos e que a instituição investe em segurança continuamente, visando responder os ataques de forma rápida e eficaz.

 “Assim que foi realizada a identificação de transações suspeitas, os clientes foram imediatamente contatados e foram tomadas todas as providências de contenção e medidas preventivas de bloqueio e monitoramento. Os fatos ainda estão sendo apurados e as informações serão prestadas diretamente aos clientes. Ressaltamos que o Banestes não entra em contato com os clientes solicitando informações confidenciais como senhas e token, ou a execução de downloads e instalação de softwares, e sempre orienta aos clientes que seu canal oficial é www.banestes.com.br”, disse o Banestes, por meio de nota.

Por Wanderson Amorim / Aqui Notícias

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.